Notícias Fecomercio

21 de março de 2018

Empresários do turismo esperam crescimento em 2018 e indicam os entraves do setor


Sondagem realizada pelo Conselho de Turismo da FecomercioSP em conjunto com o Panrotas indica que 91,7% esperam melhores resultados neste ano

O setor de Turismo está otimista com a retomada da atividade no País, haja vista que é um dos primeiros segmentos a recuar em momentos de crise e cuja recuperação é mais lenta em relação aos demais. Uma sondagem realizada pelo Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), em conjunto com o Panrotas, mostra que 91,7% esperam um crescimento no setor em relação ao ano anterior, sendo que 54,8% projetaram um aumento acima de 5%, e 36,9%, o crescimento até 5%. Os mais conservadores representaram 7,2%, indicando estabilidade, e apenas 1,2% apontaram uma retração.

O mapeamento, feito durante o Fórum Panrotas, realizado nos dias 19 e 20 de março, em São Paulo, com os 1,25 mil participantes, representou diferentes segmentos da atividade.

Em relação à área de atuação, os empresários estão ainda mais otimistas – 94,3% afirmaram acreditar em crescimento de seus negócios, sendo que a expectativa para uma alta acima de 5% é 71,1%. Já 23,2% acreditam em um crescimento de até 5% e 4,9% disseram acreditar em uma estabilidade. A retração foi a resposta de apenas 0,8% dos entrevistados.

Sobre o motivo que mais dificulta o desenvolvimento do turismo brasileiro, a sondagem mostra que 29,7% dos presentes responderam que a carga tributária é um dos grandes entraves; 25,5% afirmaram que a classe política desconhece a importância do setor; 12,5% indicaram que a desgastada imagem do Brasil no exterior é um complicador; 10,6% entenderam ser a corrupção um grande problema; 7,2% responsabilizaram a baixa qualificação de mão de obra; e 6,1% dizem ser a violência o maior desafio a ser superado. Confira a matéria completa aqui.

Voltar para Notícias