Notícias Fecomercio

1 de setembro de 2017

Pesquisa aponta que desemprego cai com trabalhos informais


Segundo os dados anunciados pelo IBGE, taxa de desemprego teve queda de 13,6% para 12,8% entre os meses de maio e julho de 2017

Mais de 1,4 milhão de brasileiros saíram da fila do desemprego no último trimestre deste ano. Segundo os dados da PNAD Contínua, anunciados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na última quinta-feira (31), o número de trabalhadores atingiu os 90,7 milhões de pessoas e, assim, a taxa de desemprego registrou queda de 13,6% para 12,8% entre os meses de maio e julho de 2017.

De acordo com a pesquisa, a maioria dos postos de trabalho foi gerada na informalidade, com mais de 468 mil empregados sem carteira assinada e mais de 351 mil pessoas que trabalham por conta própria, enquanto que a população com carteira assinada segue estável em 33,3 milhões.

Porém, conforme a comparação anual, a taxa de desemprego continua acima do que foi apresentado no mesmo período de 2016 (11,6%) e o número de empregados com carteira assinada, antes em 34,3 milhões de pessoas, caiu 2,9% neste ano.

A estimativa é de que o mercado de trabalho continue informal, com indícios de aumento de 15,2% no número de pessoas trabalhando no segmento alimentício, que teve crescimento de 683 mil pessoas.

Voltar para Notícias