Notícias Fecomercio

4 de setembro de 2017

PIB deve encerrar o ano com crescimento de até 1%


FecomercioSP aponta o fim da recessão no país baseada no desempenho recente de seus indicadores de comércio e serviços e de confiança do consumidor e dos empresários

Após a divulgação dos resultados do Produto Interno Bruto (PIB), pelo IBGE, de um crescimento de 0,3% no segundo trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2016, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) acredita que o Brasil pode terminar 2017 com crescimento entre 0,5% e 1% e indica taxas próximas de 3% para o ano que vem.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, sob a ótica da produção, houve crescimento de 14,9% na atividade agropecuária, recuo de 2,1% na indústria e queda de 0,3% em comércio e serviços. Segundo a Entidade, a queda do setor de serviços, o maior da economia, está cada vez menor e tende a migrar para o campo positivo nesta segunda metade do ano.

Para a Federação, o segmento ainda mais complicado é o da indústria, que continua a produzir muito abaixo da capacidade e está aquém de investir o necessário para voltar a crescer fortemente. Além disso, o setor externo no segundo trimestre deste ano se mostrou melhor do que no mesmo período de 2016, com crescimento de 2,5% nas exportações e queda de 3,3% nas importações. A balança comercial mostrou saldo positivo de mais de US$ 60 bilhões nos últimos 12 meses.

Sob a ótica da demanda, no mesmo período comparativo houve alta de 0,7% no consumo das famílias, queda de 2,4% no consumo do governo e retração de 6,5% na formação bruta de capital fixo.

De acordo com a FecomercioSP, os resultados não surpreendem de uma forma geral, porque a Entidade tinha uma visão mais positiva do desempenho da economia, com base nos indicadores de comércio e serviços e de confiança do consumidor e dos empresários. Confira mais detalhes aqui.

Voltar para Notícias