Notícias Fecomercio

3 de janeiro de 2018

Varejo brasileiro deve perder mais de R$ 11 bilhões em 2018 em decorrência dos feriados nacionais


Estimativa é da FecomercioSP; setor de vestuário, tecidos e calçados deve perder em torno de R$ 1,3 bilhão, 25% mais do que em 2017

Estimativas da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) apontam que o comércio varejista brasileiro deve perder R$ 11,3 bilhões em 2018 em decorrência dos feriados nacionais e pontes. O montante é 15% superior ao dado projetado em 2017. Esse aumento é motivado exclusivamente pela projeção de crescimento nas vendas do comércio para o próximo ano, uma vez que o número de feriados e pontes em 2018 será o mesmo que em 2017.

As perdas das lojas de vestuário, tecidos e calçados devem atingir R$ 1,3 bilhão, 25% mais do que em 2017 – a maior taxa de crescimento entre as cinco atividades avaliadas. Em termos de faturamento, o destaque fica por conta do segmento de outras atividades, que perderá em torno de R$ 4,6 bilhões, 13% a mais que em 2017. É importante ressaltar que nesse grupo é preponderante o comércio de combustíveis, além de joias e relógios, artigos de papelaria, entre outros.

Um ponto importante levantado pela FecomercioSP é que, até novembro, antes da entrada em vigor das novas regras trabalhistas, havia grande dificuldade de pequenas e médias empresas (cerca de 80% do total) em abrir aos feriados. Muitas delas optavam por não funcionar por causa dos custos trabalhistas e do fato de o funcionamento não cobrir o faturamento daquele dia.

A Federação entende que a nova legislação facilitará essa decisão: haverá a negociação entre empregado e empregador sobre a possível abertura e também, caso seja um feriado importante para uma determinada atividade, poderá ser utilizado o novo modelo de contrato intermitente. Veja os detalhes aqui.

Voltar para Notícias