Notícias Fecomercio

9 de maio de 2018

Vendas do varejo paulista devem crescer 3,8% em maio, mês do Dia das Mães, aponta FecomercioSP


Segundo a Entidade, faturamento real dos segmentos diretamente atingidos pela data deve alcançar R$ 31,3 bilhões no mês, cerca de R$ 1 bilhão acima do obtido no mesmo período em 2017

 

Apesar de consumidores e lojistas ainda demonstrarem uma certa dose de cautela em relação à economia, as vendas do comércio varejista no Estado de São Paulo devem crescer 3,8% em maio, mês do Dia das Mães, atingindo R$ 53,4 bilhões. A projeção é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) e, caso se concretize, o varejo encerrará os cinco primeiros meses do ano com uma taxa acumulada de vendas 3,2% superior ao mesmo período do ano passado, que já apresentava avanço de 3,3% ante 2016.
O Dia das Mães é a segunda data mais importante para o varejo em termos de vendas, depois no Natal. Contudo, segundo a Federação, é praticamente impossível separar com exatidão as vendas decorrentes apenas da data comemorativa. Considerando apenas as atividades mais sensíveis ao consumo de bens ligados à comemoração, a maior taxa de crescimento das vendas, em maio, deve ser registrada pelas lojas de móveis e decoração (8,5%), seguida pelas lojas de vestuário, tecidos e calçados (3%) e pelos supermercados (5,4%).
Em contrapartida, farmácias e perfumarias e eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos devem exibir leve queda de 0,9% e 1,0%, em relação a maio de 2017, respectivamente. Esse desempenho negativo ainda não preocupa, considerando que a primeira atividade vem de um longo ciclo de crescimento, e a segunda parece indicar um momento de acomodação ante uma trajetória contínua de resultados expressivos que permitiu ao segmento crescer 7% em 2017 e já acumular aumento real acima de 8% neste ano.

Dessa forma, o faturamento dos segmentos mais impactados pelo Dia das Mães tende a atingir R$ 31,3 bilhões no mês, alta real de 3,4%, representando cerca de R$ 1 bilhão acima do obtido em maio de 2017. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias